Melhoria Genética

As vantagens do melhoramento genético bovino

O melhoramento genético em gado de corte aumentou no Brasil segundo a Asbia (Associação Brasileira de Inseminação Artificial). O mercado de genética para gado de corte foi uma das alavancas deste desempenho, passando de 1.561.031 doses vendidas ao cliente final no 1º trimestre de 2019 para 2.073.482 em 2020, um aumento de 32,8%. A exportação de doses de sêmen também chamou atenção, aumentando de 33,9 mil para 82,3 mil, aumento de 143%. Como o mercado de carne bovina é altamente competitivo, os pecuaristas têm buscado, cada vez mais, atender a essas demandas por meio de métodos precisos para aprimorar os atributos dos animais.

A ciência e a tecnologia trouxeram boas contribuições para a pecuária brasileira, com a introdução de raças puras, altamente especializadas e produtivas, elevando o patamar do país no ranking dos produtores e tornando-o o maior exportador de carne bovina do mundo. Segundo a previsão do presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), em 2025 o Brasil será também o maior produtor mundial. 

A raça Nelore, principal componente do rebanho do país, representando 80% do rebanho nacional, trilhou um caminho sólido para a produção de carne de qualidade nos últimos anos. O melhoramento genético saiu do universo das pistas e chegou até o gado de corte e aos currais da indústria. 

“Nossos animais são criados a pasto com sal mineral e suplementação nas épocas de seca, sempre prezando o bom manejo, o bem-estar animal e a seleção genética”, diz Monica Marchett da Agropecuária Santa Mônica. 

Essa linhagem de bovinos da raça Nelore, garante maior produtividade para o produtor sem a necessidade de aumento de pastagens, o que resulta em menores impactos ambientais.

Com a projeção de um aumento de 5% nas exportações de carne bovina para o ano de 2021, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), o melhoramento genético torna-se um grande aliado para o aumento de produção de carne bovina.

Segundo Monica Marchett, “Desde que haja comprometimento a beleza racial e as características essenciais da raça Nelore, o melhoramento genético aplicado em gado de corte é positivo e muito produtivo”.